Poder e Fragilidades!

Como a transitoriedade do poder é visível cada vez mais quando assistimos o que acontece na pequenina nação do Equador. Um Presdidente que chega ao poder num rastro de legitimidade política fantástico e, faltando mais da metade seu governo, é obrigado a fugir de uma turba revoltada, desejosa de fazer uma verdadeira catarse coletiva contra quem as desconsiderou!
Esse fenômeno está cada vez mais frequente nessa nossa emotiva América Latina. Parece que as leis não conseguem reger de fato as relações políticas no continente. Cada vez mais se usa dos recursos da força - tanto governantes como governados - para fazer valer o que se entende que é melhor para a sociedade. E aqui fica a questão: qual a verdadeira consistência de um sistema político? Ou então essa: Quais são os limites da democracia representativa?
X-(

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Visita do Papa ao CMI: gesto de comunhão e cumplicidade para testemunhar unidade

Meditações na Semana Santa através da arte e da iconografia: Quinta-feira Santa

Meditações da Semana Santa através da arte e da iconografia