Esperança e Inquietude

A eleição de Bento XVI torna-se uma incógnita para os próximos dias. Como agirá o homem que durante duas décadas foi marcado pela imagem de um conservador dogmático e avesso a reformas na Igreja?
Isso o tempo dirá. Como Papa, nem sempre é possivel se ser apenas o que se quer. A Cúria tem seu peso e o cálculo político faz parte das manifestações do Pontífice que é também um chefe de Estado.
Ser prefeito de uma Congregação interna e importante da Igreja é uma coisa. Ser Papa é outra. Como Bento XVI se sairá no cenário internacional?
Existe o risco de isolamento, o que não é desejável politicamente. As pressões do laicato não são tão desprezíveis assim. Além do que, apesar do aparente consenso na sua escolha, o novo Papa sabe que há fortes segmentos, mesmo na Europa, além da América Latina, que reivindicam mudanças na estrutura e no discurso do Vaticano relacionados com questões ligadas à ética sexual, procriação e genética.
Inteligência e capacidade política o Papa tem. Resta ver se essa experiência ajudará na superação dessa incógnita.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Meditações na Semana Santa através da arte e da iconografia: Quinta-feira Santa

Meditações da Semana Santa através da arte e da iconografia

Meditações na Semana Santa através da arte e da iconografia: Segunda-feira Santa