Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2013

Mensagem de Ano Novo

Levantemo-nos, e edifiquemos. E esforçaram as suas mãos para o bem. (Neemias 2:18)
Que dizer de 2013? Certamente esta resposta depende do ângulo que olhemos um ano intenso de desafios para o Brasil. Não foi diferente no Mundo. Resolvi fazer uma modesta leitura que dirijo aos meus irmãos e irmãs anglicanos e aos meus amigos e amigas das organizações ecumênicas e de serviço nas quais me sinto incluído.
Neste ano, o mundo assistiu a continuidade de conflitos indesejáveis em várias regiões. Levantes, protestos violentos e até uma guerra química encheram as manchetes. Economicamente foi um ano de esforços para salvar a crise financeira da Europa e Estados Unidos, bem como por aqui também. Esta salvação, no entanto foi uma subida no cavalo pelo lado errado. Priorizou-se a macro-economia e se descuidou das soluções micro, ou seja, aquelas que dizem respeito à vida das pessoas em suas necessidades básicas. Parece que a lógica do sistema está apenas preocupada com o edifício, sem se preocupar …

Um Primaz de primeira viagem...

Gostaria de compartilhar a alegria de ter vivido minha primeira visita como Primaz ao Recife. Certamente que vivi a experiencia vivida por tantos que me antecederam neste oficio: a certeza de que este é um serviço para o qual sempre devemos estar cientes da necessária humildade para cumpri-lo. Vivenciei a experiencia do famoso frio na barriga e enquanto estava dirigindo meu carro até Porto Alegre e daí, dentro do avião para a capital de Pernambuco, pensava em como seria esta experiência de um Primaz em sua primeira viagem. Fui muito bem acolhido e carinhosamente acolhido pelos irmãos e irmãs da diocese. A começar do aeroporto com os braços abertos dos bispos Sebastião e João Peixoto. Senti o cuidado comigo por parte de todos. Viver o retiro abençoado com a presença de colegas bispos foi muito animador. Foi um momento muito especial de compartilharmos as exigências e bençãos do ministério episcopal  com nosso mais novo bispo.  Na sexta-feira, junto com os bispos, tivemos uma reunião c…

Dia Internacional de Combate à Corrupção

Hoje é o Dia Internacional de Combate à Corrupção. Por aqui no Brasil não se fala muito nisso e penso ser lastimável esse desconhecimento. Afinal, comprovadamente, a corrupção é responsável pelo desperdício de boa parte do PIB de nosso país, construído a duras penas pelos trabalhadores e trabalhadoras que todo santo dia vive na corda bamba entre garantias e perdas de direitos e ainda tem que sustentar uma máquina estatal faminta de impostos.  E, sem sombra de dúvidas, os impostos arrecadados no Brasil seriam capazes, se bem geridos, de garantir uma boa qualidade de vida para nosso povo em termos de direitos sociais básicos.
No entanto, graças ao que alguém chamou de "cultura do levar vantagem", os impostos se diluem em corredores burocráticos, em processos licitatórios duvidosos e até mesmo nas comissões de intermediação política, tudo em nome da amizade e dos favores sub-reptícios. Alguém deve estar pensando que dirijo meu discurso aos políticos apenas, não é? A eles também…

Message from Primate of Brazil : Tribute to Mandela and solidarity with South African people

Blessed are the peacemakers, for they will be called children of God. Matthew 5.9 To our South African brothers and sisters. We are with you at this time of the passing of our beloved Nelson Mandela. Nelson Mandela was able to cultivate two aspects of humanity that may appear irreconcilable : courage and tenderness. Nelson Mandela was able to overcome the horrendous consequences of a system that was unjust and that oppressed a whole population because of the color of their skin. He walked from 27 years of prison  to freedom with integrity, showing us  the power of goodness. Nelson Mandela was elected to the Presidency of South Africa but he never used the power of his office for revenge or retribution. On the contrary his legacy to the world is Reconciliation. May his life and example be an inspiration to all leaders of the world and all of us. My  prayers and thoughts are with the people of South Africa. Hamba khale Tata Madiba! ++ The Most Revd. Francisco de Assis da Silva The Prima…

A crise do Sistema Representativo: para se entender a voz das ruas

O Brasil assiste, após quase duas décadas, a um grande movimento social que precisa ser entendido à luz do processo político que nosso país tem experimentado nos últimos anos.  Milhões de brasileiros estão nas ruas para reivindicar uma pauta enormemente difusa, que vai desde a redução da tarifa de transporte coletivo até mesmo uma ampla reforma política. Muitos de nós temos sido surpreendidos com a diversidade de pautas desse turbilhão de manifestações e nos perguntamos qual a motivação maior desse fenômeno. Na verdade, a grande maioria dos manifestantes tem expressado de forma pacífica seu descontentamento com a inércia dos poderes públicos em realizar autênticas transformações na estrutura do Estado. Parece que o sistema representativo não está garantindo que a energia transformadora siga seu curso normal e se transforme em efetiva mudança para o bem viver da sociedade brasileira.  O que está acontecendo no Brasil de hoje é um sucateamento do transporte público, da assistência médica …

A matemática perversa da Copa: quem ganha e quem perde

Conforme prometi em meu artigo anterior, me dedico agora a refletir sobre o impacto socioambiental das obras para a Copa do Mundo. Segundo estatísticas de organismos não governamentais, cerca de 250 mil pessoas serão removidas das áreas e entornos das arenas esportivas para a Copa.  Estas remoções se dão normalmente contra famílias de baixa renda, situadas em áreas conquistadas por assentamentos e que dispõem - sob o ângulo da lei - de todas as condições para legalização de suas posses. Por outro lado, governos municipais, estaduais e governo federal não tem oferecido nenhuma garantia de que estas remoções sejam acompanhadas pelo direito de reassentamento adequado à realidade dessas famílias. Ou seja, num linguajar direto, o que está havendo é despejo puro e simples para a implementação de projetos urbanísticos para os quais as lideranças populares diretamente afetadas não foram consultadas devidamente.  Os projetos de reforma dos espaços são geralmente apresentados à mídia como bené…

Sobre Arenas, Leões invisíveis e Vítimas concretas

Estamos há poucos dias do inicio da Copa das Confederações. E já é possível dizer que se não forem tomadas medidas adequadas até a Copa do Mundo teremos o caos instalado no país.
Não tenho nenhuma pretensão de fazer anti-propaganda da Copa do Mundo, mas como cidadão brasileiro, não posso deixar de avaliar criticamente as consequências nefastas que a Copa 2014 trará para os brasileiros. O espetáculo do nosso mais popular esporte será a fachada para alguns sérios desmandos.

Comecemos pelos investimentos. É impressionante o valor dos investimentos públicos, somados aos capitais privados, para a construção das chamadas arenas. Até agora, segundo dados do próprio governo, estão contratados cerca de 15 bilhões de reais. Este número pode chegar tranquilamente a cerca de 30 bilhões até  2014. Esse montante representa a terça parte daquilo que é o orçamento de todo um ano para a Saúde!
Uma tal soma poderia se justificar se em contrapartida tivéssemos investimentos de monta na infraestrutura do…

Os aproveitadores da Nação e a mídia que os encobre

Os teus príncipes são rebeldes, e companheiros de ladrões; cada um deles ama as peitas, e anda atrás das recompensas; não fazem justiça ao órfão, e não chega perante eles a causa da viúva. 
Isaías 1:23
A quantas anda o movimento pela ética na política? Verdade que temos assistido alguns avanços ainda tímidos, como o movimento que levou a aprovação da ficha limpa e as lutas em favor de mais transparência nos órgãos públicos. Mas parece que este movimento precisa enfrentar os desafios da sempre inteligente capacidade do sistema de driblar o controle social através de artifícios, lacunas da lei e decisões de alcovas.

A sociedade brasileira precisa estar cada mais atenta ao fato de que a pauta do combate à corrupção não pode continuar sendo manipulada pelos grandes órgãos de imprensa que filtram somente aquilo que interessa aos grandes capitais que os financiam. Um exemplo disso é a ênfase dada ao Mensalão do Dirceu em detrimento do Mensalão mineiro e outros mensalinhos que grassam nas gavet…

Punir: o caminho mais fácil para o inferno!

Estava assistindo hoje a noite o programa eleitoral do PSC e fiquei estarrecido com a apologia à campanha pela redução da maioridade penal. Os argumentos já são conhecidos por um silogismo perverso do tipo: se pode votar pode respeitar as leis, entre outros.
A sigla deveria se repensar. Um partido que se denomina Social e Cristão assume uma plataforma reacionária e de enfrentamento fácil do problema da criminalidade apontando uma solução meramente punitiva para a situação dos jovens e adolescentes em conflito com a lei.
Este é o tipo de proposta que é defendida por aqueles que ignoram completamente a responsabilidade do Estado e da sociedade com seus filhos. Num país como o nosso que pretende ingressar no seleto grupo das sociedades desenvolvidas é triste observar que alguns dos seus agentes públicos busquem o simplismo da lei sem assumirem a responsabilidade de oferecer as condições mínimas de educação e dignidade aos nossos jovens. Políticas públicas para a Juventude ainda estão no …

Cabral: 513 anos depois a história se repete!

Um país inteiro exposto à vergonha por atitudes de um governo preocupado única e exclusivamente com um evento que durará pouco mais de um mês. As cenas assistidas ontem apenas revelam o quanto de desrespeito se comete contra os indígenas neste país. Literalmente abandonados pelas políticas públicas de um governo que está comprometido com aquilo que chama de desenvolvimentismo, os povos ancestrais deste país sofrem as consequências da criminalização, do preconceito e da flagrante violação de seus mais básicos direitos.  Num país mais sério, o governador do estado do Rio de Janeiro seria sumariamente processado e afastado do cargo por autorizar uma operação policial espúria, desmedida e  violenta no despejo dos indígenas da Aldeia Maracanã, nas dependências do antigo Museu do Índio. Mas este é o país dos poderosos que, com o uso da máquina e da força policial, se colocam a serviço de interesses do grande capital. Seus atos, ainda que questionáveis juridicamente - e que causam danos a ter…