Pular para o conteúdo principal

Um Primaz de primeira viagem...

Gostaria de compartilhar a alegria de ter vivido minha primeira visita como Primaz ao Recife. Certamente que vivi a experiencia vivida por tantos que me antecederam neste oficio: a certeza de que este é um serviço para o qual sempre devemos estar cientes da necessária humildade para cumpri-lo.
Vivenciei a experiencia do famoso frio na barriga e enquanto estava dirigindo meu carro até Porto Alegre e daí, dentro do avião para a capital de Pernambuco, pensava em como seria esta experiência de um Primaz em sua primeira viagem.
Fui muito bem acolhido e carinhosamente acolhido pelos irmãos e irmãs da diocese. A começar do aeroporto com os braços abertos dos bispos Sebastião e João Peixoto. Senti o cuidado comigo por parte de todos. Viver o retiro abençoado com a presença de colegas bispos foi muito animador. Foi um momento muito especial de compartilharmos as exigências e bençãos do ministério episcopal  com nosso mais novo bispo. 
Na sexta-feira, junto com os bispos, tivemos uma reunião com o clero e lideranças diocesanas. Um momento de constatar a maturidade da Diocese Anglicana do Recife que - conforme foi destacado - pela primeira vez viveu uma experiencia de completo consenso e unidade em um processo sucessório. Ver um povo mostrar seu carinho ao bispo Sebastião neste momento que passa a liderança pastoral ao seu sucessor é sinal que vivemos tempo de saudável tradição. A pregação de Dom Mauricio foi pontuada pelo estimulo ao novo bispo de sempre buscar a verdade e sempre ser fiel dispenseiro do ministério que Deus lhe concedeu através da Igreja. E aí também se visibiliza a tradição sadia na Igreja: o antigo Primaz agindo com absoluta naturalidade e respeito ao novo Primaz e sempre atento para ajudá-lo no exercício de seu novo ofício, revelando assim que não somos eternos nem auto-suficientes em nossas funções. O respeito e a comunhão entre os bispos presentes me ensinaram ainda mais sobre a sacralidade de cada um de nós e daquilo que estávamos fazendo em nome de Deus.  Ali, cinco bispos estavam fazendo  o que vem acontecendo ao longo dos séculos, permitindo que a Igreja seja renovada através deste ministério. E isso do mesmo modo como antes outros bispos fizeram conosco e no qual caminhamos com nossas virtudes (tão poucas) e nossos limites (tão grandes) em serviço ao povo de Deus. 

De tudo que vivi nestes dias preciosos ficou algumas impressões:
 1. que a humildade é a principal mestra para nossos espíritos, pois ela nos ensina a depender dos outros e compreender que a auto-suficiência é perigosa sensação.
2. que quando agimos em comunhão uns com os outros, Cristo realiza a sua obra.
3. que a maior alegria que podemos sentir em nosso ministério episcopal é ver o povo aproximar-se ainda mais de Deus, não por causa de nós, mas apesar de nós!

Espero sempre Deus me conservar este sentimento de interdependência com meus irmãos e irmãs e de dependência da graça maravilhosa de Cristo! Isto me faz lembrar uma antiga canção clássica que embalou muitos cristãos no passado: 

"Graça! Quão maravilhosa graça! Como o firmamento, é sem fim! É maravilhosa, é tão grandiosa, Tão sublime e doce para mim! É maior que a minha vida inútil, Mais profunda que o imenso mar". 

++Francisco

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Meditações da Semana Santa através da arte e da iconografia

Tenho tido uma rica experiencia pessoal nos anos recentes quando celebramos a Semana Santa. Através da minha página do Facebook, desde a Quinta-feira Santa, costumo publicar imagens de pinturas sacras que nos evocam a meditação sobre os eventos que marcam a última semana do ministério de Jesus entre nós.
Para este ano, convido as pessoas amigas a fazer um caminho de oração e reflexão dos eventos desta semana através da arte sacra: pinturas, ícones e desenhos que nos prendam a atenção verdadeiramente orante.
Espero com isso contribuir que cada pessoa viva esta experiencia e, se possível,  interaja com outras compartilhando como se sentiu e criando assim um círculo de admiração da arte e da devoção.  A experiencia de reunir texto bíblico, oração e arte é algo que tem um resultado muito bom. Para mim tem sido assim e vou compartilhar nesta Semana Santa com todos vocês!

Com estamos em véspera do Domingo de Ramos, vamos iniciar a experiencia hoje mesmo com a unção de Jesus por Maria, irmã …

Desabafo de quem foi rotulado de vândalo pela mídia golpista

Acordei hoje pela manhã e me descobri vândalo!

Eu e 35 milhões de brasileiros que fomos ontem às ruas para protestar contra o desmonte dos direitos dos trabalhadores neste país.
Fizemos tudo de forma pacífica, organizada e corajosa. Aí, a mídia golpista estampa hoje na capa de um dos seus "pasquins" a foto de um vândalo (certamente infiltrado pela direita) depredando um banco talvez (porque não é uma creche, ou escola, ou hospital) e esta é a foto que caracteriza o gigantesco movimento de ontem nas ruas do Brasil.

Lamentável esta postura, que aliás não é de hoje. Não é a mídia que me define quem eu sou! Vândalos são aquelas pessoas que sugam o sangue dos trabalhadores para dá-lo de bandeja para os que se alimentam do sofrimento do povo. Enquanto os brasileiros se entorpecerem com esta mídia nojenta e vendida à publicidade dos exploradores do povo a qualidade do jornalismo brasileiro será vergonhosa.
Não se trata de achar que a mídia tem que ser de esquerda. Mas apenas de que …

Meditações na Semana Santa através da arte e da iconografia: Quinta-feira Santa

Após a vivência da comunhão e do aconchego confortador da família de Marta e Maria em Betânea, Jesus sai para a sua jornada final que o levará à morte. Lendo nesta perspectiva, o movimento de Betânea para Jerusalém é um esquema que de certa forma nos lembra o movimento da Igreja: quando nos reunimos como povo de Deus, vivemos o consolo de sua Palavra e de seu Sacramento e saímos para a missão. Jesus e seus discípulos fizeram isso repetidas vezes nestes dias. Agora a missão terá seu cumprimento definitivo e Jesus está preparado para ela.

O dia começa com a preparação da ceia pascal. A preparação do cenáculo exige cuidado, carinho e está carregada de muita emoção. Ali, no ambiente de celebrar a memória da libertação do povo de Deus, assistiremos uma conversa e um gestual que marcarão a comunidade dos discípulos e discípulas para sempre.

O dia de hoje nos exigirá expor algumas representações diferentes. Ao longo do dia, estaremos meditando, em momentos diferentes as distintas cenas que r…