Desabafo de quem foi rotulado de vândalo pela mídia golpista



Acordei hoje pela manhã e me descobri vândalo!

Eu e 35 milhões de brasileiros que fomos ontem às ruas para protestar contra o desmonte dos direitos dos trabalhadores neste país.
Fizemos tudo de forma pacífica, organizada e corajosa. Aí, a mídia golpista estampa hoje na capa de um dos seus "pasquins" a foto de um vândalo (certamente infiltrado pela direita) depredando um banco talvez (porque não é uma creche, ou escola, ou hospital) e esta é a foto que caracteriza o gigantesco movimento de ontem nas ruas do Brasil.

Lamentável esta postura, que aliás não é de hoje. Não é a mídia que me define quem eu sou! Vândalos são aquelas pessoas que sugam o sangue dos trabalhadores para dá-lo de bandeja para os que se alimentam do sofrimento do povo. Enquanto os brasileiros se entorpecerem com esta mídia nojenta e vendida à publicidade dos exploradores do povo a qualidade do jornalismo brasileiro será vergonhosa.
Não se trata de achar que a mídia tem que ser de esquerda. Mas apenas de que ela seja honesta.

A foto que é a capa deste artigo mostra uma vândala, destruidora de patrimônio privado, tocando fogo em tudo que vê pela frente. Não, é a foto de uma mulher que junta a força de sua cidadania e a força de seu hábito e a força de ser mulher para dizer um basta a esta vergonha em que se converteu nosso Brasil. Não sei quem tirou esta foto; não sei o nome dessa irmã; mas só sei que ela me representa e muito.

E desta mulher que os golpistas tem medo. É desta cidadã que foi parte dos 35 milhões de manifestantes, repito, manifestantes que encheram as ruas do país e mostrou a sua força. Além de cidadã, uma religiosa! Assim como eu, e outras lideranças religiosas, ela está dizendo aos exploradores do povo. Não pensem que somos bestas! Queremos uma sociedade justa, digna e onde as pessoas estejam em primeiro lugar!!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Visita do Papa ao CMI: gesto de comunhão e cumplicidade para testemunhar unidade

Meditações na Semana Santa através da arte e da iconografia: Quinta-feira Santa

Meditações da Semana Santa através da arte e da iconografia