Meditações na Semana Santa através da arte e da iconografia:Quarta-feira Santa

De acordo com os relatos dos evangelistas, não se identifica nenhuma atividade de destaque atribuída a Jesus na quarta-feira. Por essa razão, muitos chamam este dia como o dia do silêncio. Jesus permanece em Betânia e os seus discípulos começam a preparar a celebração da Páscoa para todo o grupo.
Um dia de descanso e de preparação para a sua própria Páscoa, para se oferecer ao Pai em sacrifício pelo mundo. Um dia de privar da intimidade desta família que acolhe a Jesus e seus discípulos durante aqueles dias intensos. Interessante notar o paralelo entre o templo e a casa de Lázaro, Marta e Maria. Naquele, a religião elaborada e sistematizada, pesada e pomposa. Nesta, a intensidade do relacionamento, da amizade e da informalidade. Um modelo que vai caracterizar o início das primeiras comunidades cristãs.


Joahnnes Vermeer (c.1655)
Jesus, Marta e Maria


Meditação
Observe a imagem e reflita sobre o que elas evocam em você. Observe as expressões das pessoas e medite sobre o que o autor desejou retratar. Gaste algum tempo exercendo a sua imaginação.

Oração

Amado Deus, cujo bendito Filho, nosso Salvador Jesus Cristo, teve o seu corpo torturado e seu rosto cuspido; concede-nos a graça de enfrentar com esperança os sofrimentos deste tempo e de confiar na glória que há de ser revelada; por Jesus Cristo, teu Filho, Nosso Senhor que vive e reina contigo e com o Espírito Santo, um só Deus, agora e sempre. Amém

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Visita do Papa ao CMI: gesto de comunhão e cumplicidade para testemunhar unidade

Meditações na Semana Santa através da arte e da iconografia: Quinta-feira Santa

Meditações da Semana Santa através da arte e da iconografia