Pular para o conteúdo principal

The indaba must go on!












The Conference arrived at its presential end.

The rain that was falling during the closing Eucharist celebration at Canterbury Cathedral was a signal of the sadness that Kent is experiencing about visitors going out soon.

All the work of Bible studies, the indaba groups , the sessions, must now be painted in a frame that will be the inspiration of the whole Church for the next decade.

Bishops and wives were the artisans of a colorful bedspread. I was located at Darwin College and in my bedroom we have a nice set of bed clothes, with differents colors, giving me a confortable visual sensation. My hope is that people continues to look for the Anglican Communion and feels confortable with its diversity.

From this Conference we'll bring advances and stepbacks. Advance en methodology. It was very effective to put people in the indaba process. Stepback in not consider - in a level as wished - some voices from those who are accused to betrayl the Comunion with their broader biblical and pastoral perspectives.

The final Reflections on Lambeth was result of a patient process of hearings and prayers. It is very honest in recognize that the Communion hasn't yet clear consensus on matters related to same sex issues. It predicts that a way of mutual conversation and respect is needed forward.

No decisions, no winners, no loosers. But a great deal: the indaba must go on!

Soonly, I hope to offer a more deep impressions on the Reflections on Lambeth. Now, I'm just looking trough the window of my bedroom and checking the bus arrriving to collect me!

See you soon!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Ano do Pinóquio precisa ir embora logo

Sabe aquela sensação de que você está vivendo um pesadelo? Ou, talvez, assistindo uma tragédia que você torce para que seja concluída o mais rápido possível e você saia do teatro pra respirar  o ar puro lá de fora?
Assim é o Brasil de hoje, às vésperas de um novo ano que não temos a menor idéia de como será. Para o governo ilegítimo que tomou conta do país, sem o consentimento dos eleitores, será um ano de recuperação em que o que moverá a sociedade brasileira será um infalível sentimento: o pensamento positivo!! 
Honestamente! Estão brincando com a inteligência das pessoas!. 
2016 foi o ano das grandes mentiras. Inventaram um crime que não existiu. Destituíram uma Presidenta em nome de Deus e da Família, quando nem uma coisa nem outra deram autorização para tal. Uma das mais deprimentes páginas da história política brasileira que deve servir como exemplo de como não fazer política séria. 
Um a um, os próceres da moralidade foram sendo expostos em suas mentiras. O que poderia represe…

PEC 241: futuro sombrio e o re-construir utópico do povo brasileiro

A aprovação da PEC 241 pela Câmara dos Deputados representa uma comprovação de que a aliança política entre partidos e as elites que os representam vai consolidando um projeto de desmonte do Estado brasileiro, à custa das maiorias empobrecidas.

A receita é amarga e comprova que a Casa Grande está eufórica para destruir qualquer esforço da Senzala em ampliar direitos. A exemplo de outras elites latino-americanas, a elite brasileira está se deleitando em recuperar os seus privilégios com a maior rapidez possível, tirando da gaveta projetos que haviam esbarrado na firme resistência dos governos progressistas.

A esperança agora se volta para o Senado que deverá também analisar a PEC e - não tenho muita esperança sobre isso - reverter este processo de enxugamento de políticas públicas afirmativas. Pelos próximos 20 anos a população pobre do Brasil pagará uma conta elevadíssima para manter os privilégios de poucos.

A Direita terá, com base numa legalidade destituída de legitimidade, a garan…

Resistir contra o Ensino a serviço do Mercado

Os tristes fatos que estamos assistindo em nosso país revelam o quão difícil é lutar por direitos. Com mais de mil escolas e quase 80 universidades ocupadas contra uma reforma educacional imposta de cima pra baixo, sem discussão com a sociedade e destinada a mudar a proposta de formação de futuras gerações, os estudantes e professores não merecem ser tratados com violência pelo aparelho militar do Estado e nem com desdém pela mídia elitista.

A primeira vítima já está configurada: um adolescente morreu dentro de uma Escola em Curitiba. Até quando o governo manterá seu insano autoritarismo de achar que nosso país aceitará retrocessos no campo das conquistas que construimos na última década? Temos conhecimento de que infiltrados neste movimento estão procurando amedrontar estudantes e professores para enfraquecer a mobilização. Estas pessoas devem ser identificadas e isoladas para que se identifique seus mandantes.

Precisamos, como sociedade, denunciar, resistir e lutar por meios legít…