Pular para o conteúdo principal

Brazilians Bishops protests against Venables violation of Windsor Report

A statement issued by Brazilian Bishop's House was delivered to all te Anglican Communion on the recent unauthorized visit within the Brazilian Province broking definetively the bounds between the two Provinces:

Bellow the complete statement.

Curitiba, April, 03, 2008.

To His Grace

The Most Reverend and Right Honourable

The Lord Archbishop of Canterbury Dr Rowan Williams

And to the Primates, Moderators of the United Churches, Bishops and to all the Faithful of the Anglican Communion

The House of Bishops of the Episcopal Anglican Church of Brazil gathered in Curitiba unanimously express their strong repudiation of the recent visit by the Archbishop of the Southern Cone to the city of Recife, where he took part in and celebrated at official occasions outside his Province without the knowledge and consent of the Archbishop of the Province of Brazil and this House of Bishops.

This disrespectful and arrogant attitude against the Province of Brazil, is another element of discord caused by the Archbishop of the Province of the Southern Cone since the ecclesiastical court hearing and deposition of Robinson Cavalcanti. As it is known by all the Anglican Communion, Mr Cavalcanti was deposed through a lawful and canonical process due to his breaking of ordination vows.

The action of the Primate of the Southern Cone represents an attack on the pillars of the Anglican tradition, which include respect to Provincial autonomy and collegiality among the Primates of the Communion. Equally, this attitude, unheard of in the Communion, clearly contradicts the Windsor Report and the resolution by the last Primates meeting in Tanzania in February 2007.

The Primate of the Southern Cone has repeatedly violated those boundaries through official acts as he invites, receives and cares pastorally for the dissident clergy, bishops, communities and dioceses from other Provinces. This is also exemplified by what has been happening recently with our sister provinces of the United States and Canada.

What at the beginning of those regrettable events of the schism in Recife was seen as a pastoral care provision for the deposed bishop and those who followed him, has become a formal primatial reception of those deposed. It has also been transformed into unacceptable acts of primatial nature within the jurisdiction of our province.

We appeal to His Grace, the Archbishop of Canterbury, and the Primates of the Anglican Communion to consider this vehement protest by the Province of Brazil in order to avoid a serious rupture with our Anglican tradition.

The consequences of such unilateral and disrespectful gesture of Archbishop Gregory Venables to a sister Province represents a serious breach of the bonds of affection and loyalty, respect and interdependence in the Anglican Communion. Let us remember that arrogance has never been, and will never be, a wise companion for relationships!

Yours ever in Christ

++ Maurício Andrade

Primate

Comentários

Rev. Kurt disse…
Well said.

I pray it does not fall on deaf ears in other parts of the communion.

Rev. Kurt Huber
St. Peter's, Monroe, CT USA
John disse…
Gracias a Dios por la aclaracion tan fuerte de los obispos del Brazil!

Thank God for such a strong statement from the bishops of Brazil!
Fr. Robert Hart disse…
You would have protested St. Athanaius too. Good for Archbishop Venables.

Postagens mais visitadas deste blog

O Ano do Pinóquio precisa ir embora logo

Sabe aquela sensação de que você está vivendo um pesadelo? Ou, talvez, assistindo uma tragédia que você torce para que seja concluída o mais rápido possível e você saia do teatro pra respirar  o ar puro lá de fora?
Assim é o Brasil de hoje, às vésperas de um novo ano que não temos a menor idéia de como será. Para o governo ilegítimo que tomou conta do país, sem o consentimento dos eleitores, será um ano de recuperação em que o que moverá a sociedade brasileira será um infalível sentimento: o pensamento positivo!! 
Honestamente! Estão brincando com a inteligência das pessoas!. 
2016 foi o ano das grandes mentiras. Inventaram um crime que não existiu. Destituíram uma Presidenta em nome de Deus e da Família, quando nem uma coisa nem outra deram autorização para tal. Uma das mais deprimentes páginas da história política brasileira que deve servir como exemplo de como não fazer política séria. 
Um a um, os próceres da moralidade foram sendo expostos em suas mentiras. O que poderia represe…

PEC 241: futuro sombrio e o re-construir utópico do povo brasileiro

A aprovação da PEC 241 pela Câmara dos Deputados representa uma comprovação de que a aliança política entre partidos e as elites que os representam vai consolidando um projeto de desmonte do Estado brasileiro, à custa das maiorias empobrecidas.

A receita é amarga e comprova que a Casa Grande está eufórica para destruir qualquer esforço da Senzala em ampliar direitos. A exemplo de outras elites latino-americanas, a elite brasileira está se deleitando em recuperar os seus privilégios com a maior rapidez possível, tirando da gaveta projetos que haviam esbarrado na firme resistência dos governos progressistas.

A esperança agora se volta para o Senado que deverá também analisar a PEC e - não tenho muita esperança sobre isso - reverter este processo de enxugamento de políticas públicas afirmativas. Pelos próximos 20 anos a população pobre do Brasil pagará uma conta elevadíssima para manter os privilégios de poucos.

A Direita terá, com base numa legalidade destituída de legitimidade, a garan…

Resistir contra o Ensino a serviço do Mercado

Os tristes fatos que estamos assistindo em nosso país revelam o quão difícil é lutar por direitos. Com mais de mil escolas e quase 80 universidades ocupadas contra uma reforma educacional imposta de cima pra baixo, sem discussão com a sociedade e destinada a mudar a proposta de formação de futuras gerações, os estudantes e professores não merecem ser tratados com violência pelo aparelho militar do Estado e nem com desdém pela mídia elitista.

A primeira vítima já está configurada: um adolescente morreu dentro de uma Escola em Curitiba. Até quando o governo manterá seu insano autoritarismo de achar que nosso país aceitará retrocessos no campo das conquistas que construimos na última década? Temos conhecimento de que infiltrados neste movimento estão procurando amedrontar estudantes e professores para enfraquecer a mobilização. Estas pessoas devem ser identificadas e isoladas para que se identifique seus mandantes.

Precisamos, como sociedade, denunciar, resistir e lutar por meios legít…