Mulheres no Topo: Primeira Arcebispa!

A eleição de uma bispa para presidir uma das mais importantes Províncias da Comunhão Anglicana foi sem dúvida um momento histórico para a Igreja Cristã. A Comunhão Anglicana se constitui em um conjunto de 37 Províncias que congregam cerca de 80 milhões de anglicanos em todo o mundo. Conjugando traços tanto católicos - especialmente na liturgia e estrutura - quanto protestantes - na força do laicato e na razão - este ramo do Cristianismo tem avançado no enfretamento das questões ligadas à ética e ao gênero, provocando a reflexão (nem sempre consensuais) de outras tradições cristãs.
O primeiro grande passo dado pela Comunhão Anglicana no campo das ordens, foi a permissão de mulheres em todos os níveis do ministério sacerdotal. Na maioria das Provínicias, as mulheres tem acesso em condições iguais aos homens ao sacerdócio. Em outras - embora em menor número - as mulheres têm acesso aos postos de bispas.
A escolha de uma bispa, a Revma. Katharine Jefferts, 52, bispa de Nevada, para presidir a Província dos Estados Unidos, constitui um fato inédito que com certeza orgulha a todos quantos esperam que a Igreja dê exemplo de inclusividade num mundo em que ainda as mulheres são tratadas desigualmente. Ela terá o status de Arcebispo, interagindo com os demais arcebispos das outras 36 Províncias.
Evidente que essa escolha causará tensões, especialmente aos setores mais conservadores - tanto dentro da Comunhão Anglicana como em outros ramos do Cristianismo - mas trata-se de um ato de maturidade dos episcopais ( assim são chamados os anglicanos) dos Estados Unidos. Uma Igreja que tem assumido posições políticas bem ousadas em relação à política externa de Bush e na defesa dos direitos humanos, interna e externamente.
Em sua primeira fala como Primaz eleita, a Revma. Katharine expressou seu anseio de contribuir para a reconciliação e atualização da Igreja sobre os temas que afligem hoje a humanidade. Resta ver como sua eleição vai desafiar outras tradições cristãs e até mesmo os anglicanos mais conservadores a avançarem na direção de uma Igreja que respeita a igualdade entre homens e mulheres em todas as esferas de poder!

Comentários

Saulo Barros disse…
Num tempo de tantas tensões na Comunhão Anglicana e no mundo, a eleição da Revma. Katharine Jefferts,foi um ato corajoso e profético... Deveria servir de exemplo para outras Igrejas da Comunhão Anglicana.
Roney Belhassof disse…
Ainda ontem vinha pela rua pensando em como muitas religiões se cristalizam e perdem o caráter evolutivo como se os seus fundadores, séculos atrás, tivessem visto toda a grandeza de Deus definindo assim leis eternas.

Vejo as religiões como um esforço coletivo para entender cada vez melhor a nossa espiritualidade. Assim como a ciência vai corrigindo erros de interpretação creio que as religiões devem evoluir tanto para corrigir o que entendemos errado quanto para se ajustar ao desenvolvimento da nossa própria moral.

Não sigo nenhuma religião intitucionalizada, mas a todo momento enconto grandes demonstrações de sabedoria entre os que seguem.
Pedro Jr disse…
Acho muito interessante tudo isso. Entretanto, o papa Bento XVI e toda a Igreja Católica, como as Ortodoxas deveriam saber que o ecumenismo é algo inútil. Como poderíamos diálogo com uma Igreja Herege como a Anglicana. Acredito que o papa deveria se interessar e os os próprios patriarcas ortodoxos que o único e válido ecumenismo é aquele que pode ser realizado entre a Igreja Romana e as Igrejas Ortodoxas. O resto é resto. ë inútil. A Igreja Anglicana procura institui coisas imorais e heréticas, não com o intuito de abarcar a modernidade, mas o seu objetivo miserável é jamais volta para o seio da Igreja de Cristo, pois está fora, já que fora da Igreja NÃO EXISTE SALVAÇÃO!. A Igreja Católica e Igrejas Ortodoxas devem sim unir-se contra todos os imorais, entre esses os anglicanos e demais hereges. A Igreja Anglicana quer mesmo com essas idéias liberais e imorais afastar-se de Cristo e da sua Igreja, lamentavelmente poucos podem perceber suas intenções. Gente eles não querem unir-se a Igreja Católica ou a Igreja Ortodoxas, querem e sabem disso que ao aprovarem tais medidas estúpidas vão se afastar cada vez mais dos católicos e ortodoxos. Claro!!! É isso que eles querem. O papa e os patriarcas ortodoxos deveriam considerar logo a INglaterra terra de missão e passar por cima dessa seita herética chamada anglicana, criada por um rei corrupto e pecador. Que Deus ilume o papa e os patriarcas e os faça acabar com essa história de ecumenismo com hereges.

Postagens mais visitadas deste blog

Visita do Papa ao CMI: gesto de comunhão e cumplicidade para testemunhar unidade

Meditações na Semana Santa através da arte e da iconografia: Quinta-feira Santa

Meditações da Semana Santa através da arte e da iconografia