Pular para o conteúdo principal

Mulheres Celtas:donas de seus próprios sonhos!

Mesmo em meio a tanto avanço no que chamamos de civilização, o Dia Internacional da Mulher nos recorda a situação opressiva em que vivem milhões e milhões de mulheres em nosso País. Essa massa imensa de corpos, almas, corações e rostos que se move pelas ruas e pelos lares, exibindo uma beleza muitas vezes desconhecida pela cultura dominante. Muitas nem são percebidas porque escapam ao padrão de beleza que define a mulher como única e exclusivamente objeto de prazer!
Não sou daqueles que não valorizam a beleza, o cheiro gostoso, o jeito sensual e a manha graciosa dessas nossas queridas companheiras. Mas percebo que muitas delas, se perderam essa graça, o foi pelo peso de serem feitas serviçais no lar, na cama e na reprodução.
Como seria bom se nossa cultura "ocidental e cristã" pudesse reafirmar valores que as civilizações chamadas de bárbaras já tinham construido com tanta sabedoria. Uma delas é a cultura Celta. Naquela sociedade, construida nas Ilhas Britânicas, antes mesmo da chegada do Cristianismo, a mulher tinha uma dignidade implícita e explicita.
Nessa cultura eram criadas livres e com um direito de escolha a respeito de sua vida e de como queria compartilhá-la. A elas era ensinado nunca se deixar escravizar por nenhum homem. A elas era ensinado que a partilha do corpo jamais seria feito sem o seu consentimento. Os sonhos dessas mulheres deviam ser assumidos e construídos, nunca subordinados a qualquer interesse alheio. Inspiradas pela mística da Deusa Maeva - a Deusa Guerreira - as mulheres celtas aprendiam que o valor de cada uma delas dependia única e exclusivamente da sua capacidade de autocompreensão e determinação.
Os homens celtas eram educados a respeitarem suas consortes e a conquista de uma mulher se dava pela capacidade de conquistá-la pela sabedoria e sensibilidade para com o mundo feminino. A sedução, a posse sexual - se é que se pode chamar de "posse" - se dava quando a mulher assim o desejava.
Como nossa pseudo-civilização precisa incorporar valores desse quilate! Como a racionalidade ocidental submeteu a mulher a séculos de submissão política, econômica, cultural e sexual.
Talvez seja a hora de retomarmos as lições e a sabedoria das antigas culturas que, mesmo sem os recursos que temos hoje, construiram relações mais igualitárias, permitindo relações saudáveis e onde homens e mulheres tinham apenas um limite: o de respeitar seus corações em cumplicidade.
Minah homenagem a todas as mulheres desse nosso Brasil, de mulheres lindas, corajosas, sofredoras, mas acima de tudo desejosas de parceiros e não de capatazes!

Comentários

Roney Belhassof disse…
Saudações!

Cheguei aqui graças a este post que um amigo me eviou por email, mas todos os seus posts merecem comentários que só não farei agora pois acabo de ter o dedo mordido em um pequeno incidente com meu cão. ;-)

Não fosse por isso, compartilharia com você a minha história com o cristianismo. Aos cinco anos me encantei com ele, mas fui gradativamente me afastando por causa do fundamentalismo que via cada vez com mais freqüência.

Agora tenho esbarrado em cristãos como você que resgatam a beleza do postulado de Cristo.

Bem, isso é o máximo que consigo escrever com uma mão só! ;-)

Acrescentei seu blog nos links do meu site e do meu blog, voltarei em breve!

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de quem foi rotulado de vândalo pela mídia golpista

Acordei hoje pela manhã e me descobri vândalo!

Eu e 35 milhões de brasileiros que fomos ontem às ruas para protestar contra o desmonte dos direitos dos trabalhadores neste país.
Fizemos tudo de forma pacífica, organizada e corajosa. Aí, a mídia golpista estampa hoje na capa de um dos seus "pasquins" a foto de um vândalo (certamente infiltrado pela direita) depredando um banco talvez (porque não é uma creche, ou escola, ou hospital) e esta é a foto que caracteriza o gigantesco movimento de ontem nas ruas do Brasil.

Lamentável esta postura, que aliás não é de hoje. Não é a mídia que me define quem eu sou! Vândalos são aquelas pessoas que sugam o sangue dos trabalhadores para dá-lo de bandeja para os que se alimentam do sofrimento do povo. Enquanto os brasileiros se entorpecerem com esta mídia nojenta e vendida à publicidade dos exploradores do povo a qualidade do jornalismo brasileiro será vergonhosa.
Não se trata de achar que a mídia tem que ser de esquerda. Mas apenas de que …

PEC 241: futuro sombrio e o re-construir utópico do povo brasileiro

A aprovação da PEC 241 pela Câmara dos Deputados representa uma comprovação de que a aliança política entre partidos e as elites que os representam vai consolidando um projeto de desmonte do Estado brasileiro, à custa das maiorias empobrecidas.

A receita é amarga e comprova que a Casa Grande está eufórica para destruir qualquer esforço da Senzala em ampliar direitos. A exemplo de outras elites latino-americanas, a elite brasileira está se deleitando em recuperar os seus privilégios com a maior rapidez possível, tirando da gaveta projetos que haviam esbarrado na firme resistência dos governos progressistas.

A esperança agora se volta para o Senado que deverá também analisar a PEC e - não tenho muita esperança sobre isso - reverter este processo de enxugamento de políticas públicas afirmativas. Pelos próximos 20 anos a população pobre do Brasil pagará uma conta elevadíssima para manter os privilégios de poucos.

A Direita terá, com base numa legalidade destituída de legitimidade, a garan…

O Ano do Pinóquio precisa ir embora logo

Sabe aquela sensação de que você está vivendo um pesadelo? Ou, talvez, assistindo uma tragédia que você torce para que seja concluída o mais rápido possível e você saia do teatro pra respirar  o ar puro lá de fora?
Assim é o Brasil de hoje, às vésperas de um novo ano que não temos a menor idéia de como será. Para o governo ilegítimo que tomou conta do país, sem o consentimento dos eleitores, será um ano de recuperação em que o que moverá a sociedade brasileira será um infalível sentimento: o pensamento positivo!! 
Honestamente! Estão brincando com a inteligência das pessoas!. 
2016 foi o ano das grandes mentiras. Inventaram um crime que não existiu. Destituíram uma Presidenta em nome de Deus e da Família, quando nem uma coisa nem outra deram autorização para tal. Uma das mais deprimentes páginas da história política brasileira que deve servir como exemplo de como não fazer política séria. 
Um a um, os próceres da moralidade foram sendo expostos em suas mentiras. O que poderia represe…