A Estratégia Política do Presidente: Segundo Movimento

Um dos recursos mais bem explorados pelo Presidente é o de um marketing bem construído. Ele será mais uma vez um importante movimento de peça para a campanha de reeleição. Aliás, a crise política já gerou uma propaganda do governo na direção de atacar o argumento da oposição, segundo o qual, o Presidente padece de imobilismo. Agricultura familiar, Bolsa família, Prouni, Comércio Externo já tem sido objeto de matéria publicitária oficial, destacando os avanços nessas áreas e sempre comparando essas realizações com "governos anteriores", deixando à oposição o ônus de se justificar discursivamente. O poder de fogo da comunicação oficial está explicita na PLO com um acréscimo de 14% na dotação para Política de Gestão de Comunicação do Governo. Isso somente no que tange à Presidência da República, sem contar com as dotações setoriais dos demais órgãos da administração federal. Ou seja, a oposição vai ter que espernear diante de uma agressiva política de propaganda feita dentro da lei, como recursos nada desprezíveis. Outro importante ingrediente desse movimento é a relação com a Imprensa. Somente nos últimos dias, além do próprio Presidente - que falou para uma audiência nacional do Fantástico - seus assessores mais imediatos tem tido uma postura clara de aproximação estratégica com a Imprensa, afirmando peremptoriamente que o Governo quer dissolver o clima de tensão com os principais órgãos da mídia, deslocando o foco em torno dos escândalos e explicitando mais as políticas oficiais. Para tanto, é importante destacar uma certa repetição dos discursos publicitários dos partidos de oposição, nos horários da Justiça eleitoral: geralmente tem sido focados na pessoa do Presidente. Isso é uma estratégia suicida, pois revela uma certa desprogramatização dos conteúdos. E todo mundo sabe que Lula tem, em sua pessoa, uma força de imagem já comprovada, contra o que é melhor não adotar a postura do "bate na cara". Assim, o segundo movimento das peças tem um poder de fogo que não será muito facil para a oposição superar. A seguir, falarei do terceiro movimento, adiantando que ele tem direta relação com o Partido do Presidente. Há um movimento muito interessante nesse campo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Visita do Papa ao CMI: gesto de comunhão e cumplicidade para testemunhar unidade

Meditações na Semana Santa através da arte e da iconografia: Quinta-feira Santa

Meditações da Semana Santa através da arte e da iconografia